Categoria

Contato

Olá, então, curtiu nosso conteúdo? Tem uma sugestão para nos dar? Quer fazer um elogio à nossa equipe ou simplismente deseja entrar em contato com a gente? Fique a vontade.






    Mensagem enviada com sucesso!

    • SHARE

    Por Marketing

    Copiloto

    Acidentes de trânsito: conheça os riscos e saiba como evitá-los4 min read

    Tempo Icone
    Tempo de leitura - 04:12

    Dirigir é sempre uma grande aventura, mas sem os devidos cuidados, as viagens podem ter finais trágicos, especialmente no quinto país com mais mortes por acidentes de trânsito. Isso mesmo, o Brasil possui um dos trânsitos mais violentos do mundo, por isso, todo motorista precisa fazer sua parte e mudar essa realidade.

    Siga a leitura para entender mais a respeito das principais causas de acidentes de trânsito e como preveni-las.

    Causas de acidentes de trânsito

    De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 38 mil pessoas morreram como resultado de acidentes de trânsito. Apesar de que as leis tentam tornar as vias mais seguras, o país continua com sérios problemas quando o assunto é trânsito.

    As causas de acidentes no trânsito costumam ser uma mistura de fatores ambientais, do motorista e da via. Mas um acidente, raramente, é uma fatalidade, ou seja, um acontecimento que não poderia ser evitado de maneira alguma.

    A imprudência, por exemplo, é bastante comum e pode levar a acidentes sérios. Quantos motoristas você conhece que dirigem acima do limite permitido na via, ou ultrapassam sinais vermelhos quando acham que não há outro veículo perto?

    Como se prevenir de acidentes

    Para tornar o trânsito mais seguro, não adianta colocar a culpa nos outros motoristas. Quem acredita dirigir bem e pode evitar facilmente que algo de ruim aconteça, está enganado. O primeiro passo para a prevenção é conhecer os fatores de risco e começar a agir para evitá-los. Veja!

    1. Alta velocidade

     

    acidentes de trânsito: risco por alta velocidade

    Acidentes de trânsito: risco por alta velocidade

     

    Quanto mais rápido o veículo está, menos tempo o motorista tem para reagir a um obstáculo na pista. O grande problema é que o corpo humano não está preparado para se mover em altas velocidades, ou seja, no segundo que você demora para pisar no freio, ou desviar o carro, o acidente pode acontecer.

    Por esse motivo, existem velocidades máximas permitidas em cada tipo de via. Estudos mostram que motoristas demoram entre 0,5 e 1 segundo para frear depois de ver o obstáculo. Dependendo da velocidade,, esse tempo é o suficiente para atingir o obstáculo, seja ele uma pessoa, um animal ou outro veículo.

    Siga os limites de velocidade estabelecidos por lei. Além de multa, se você excedê-los, contribui para aumentar o risco de acidentes. Quanto maior a velocidade, maior também é a chance de um desfecho grave.

    2. Estado alterado do condutor

    Uma cervejinha com os amigos não mata ninguém, desde que ninguém resolva dirigir depois disso. Condutores alterados pela embriaguez ou pelo uso de substâncias psicoativas também são grandes causadores de acidentes.

    O consumo do álcool, por exemplo, afeta as capacidades de julgamento e habilidades motoras do motorista. Ou seja, ele se torna mais lento para reagir a estímulos e pode fazer escolhas erradas em momentos críticos, causando acidentes.

    O Brasil aplica a lei seca e multa, severamente, os motoristas que dirigem embriagados. No entanto, muitos ainda insistem em dirigir nessa condição. É importante conscientizar amigos e familiares dos males dessa prática para ajudar a evitar acidentes de trânsito.

    Outro estado de alteração bastante comum e que prejudica milhares de motoristas é o sono. Ele é tão prejudicial quanto o álcool para as habilidades motoras e para a reação diante de um risco.

    O recomendado é que ninguém dirija depois de uma noite mal dormida. Quem gosta de fazer viagens longas também deve ficar atento e separar um momento para descansar.

    3. Condição do veículo

    Sabia que a falta de manutenção do veículo também é uma das causas de acidentes de trânsito? Um carro em boa condição consegue melhorar o tempo de frenagem, aquele espaço de tempo entre acionar o freio e parar o veículo.

    A melhor prevenção para isso é realizar a famosa manutenção preventiva, que todos devem ter ouvido falar, mas nem todo mundo fez. Ela consiste em revisões periódicas e checagem dos pneus e freios, conforme o indicado pelo fabricante do veículo.

    Antes de viajar, o motorista tem mais uma responsabilidade: calibrar os pneus do veículo e realizar o alinhamento. É a melhor forma de garantir que seu carro está na melhor condição para pegar a estrada.

    4. Condições adversas

    A via nem sempre está perfeita e outros motoristas não são confiáveis. Algumas vezes, os acidentes de trânsito, realmente, não acontecem por sua causa, mas ainda assim você pode se precaver e evitá-los. A prática da direção defensiva deve ser adotada por todos os motoristas.

    É preciso ser cuidadoso em qualquer tipo de condição adversa, como chuva, neblina e ao encontrar outro motorista imprudente. Sempre cuide de você e daqueles que andam ao seu lado.

    Não deixe que a falta de segurança de outro carro cause um acidente grave, colocando em risco a sua vida e de quem você ama.Veja também nossas dicas de segurança.