• SHARE

Por Marketing

Copiloto

Gentileza no trânsito: 8 dicas para ser um motorista melhor4 min read

Tempo Icone
Tempo de leitura - 04:00

Ter um carro à disposição para chegar no trabalho, na faculdade, ou fazer passeios e viagens é algo que muitas famílias desejam. Mas dirigir um carro também é um ato de responsabilidade, pois os acidentes podem trazer traumas e prejuízos. Falar em gentileza no trânsito é fundamental, ainda mais quando as pessoas parecem cada vez mais intolerantes e descuidadas umas com as outras.

Neste texto, reunimos 8 dicas para você fugir do estresse, das colisões e exercer a gentileza no trânsito. Siga a leitura e contribua para um trânsito mais seguro!

 

1 Ofereça carona

Encontrar o trânsito congestionado é ruim, não mesmo? E, muitas vezes, os carros que comportam quatro pessoas, com todo conforto, têm apenas uma: o motorista. Sempre que um parente ou amigo for a um destino próximo, ofereça carona, esse é um ato de gentileza no trânsito.

Se você conhece alguém que faz o mesmo destino rotineiramente, nos mesmos horários, ofereça a carona com mais frequência. Nesse caso, podem até dividir os custos de combustível.

 

2 Cuide dos motociclistas, ciclistas e pedestres

Existe uma regra no trânsito que sempre deve ser lembrada: o maior deve cuidar do menor! Isso significa que os caminhões devem proteger as picapes, elas precisam cuidar dos carros menores, que monitoram os motociclistas que, por sua vez, protegem ciclistas e, por fim, os pedestres.

O maior sempre deve dar preferência ao menor, pois caso haja um acidente, o menor sofre mais danos. Se você dirige um carro, máxima atenção aos motociclistas, ciclistas e pedestres. Eles são mais vulneráveis do que o seu carro.

 

3 Sinalize corretamente

A comunicação no trânsito é fundamental para tudo correr bem.

Sempre que precisar mudar de faixa com o carro, deve sinalizar a troca utilizando a seta. O mesmo deve ser feito quando há necessidade de conversão em ruas, ou para fazer uma baliza.

Quando possível, indique com o braço a intenção de parar. Além de um gesto de gentileza no trânsito, sinalizar seus movimentos evita a aplicação de multas e pontos na carteira.

 

4 Evite andar rápido ou devagar demais

No trânsito, você não deve tentar ser o mais rápido, mas também não precisa andar quase parando. A alta velocidade pode causar acidentes graves e até fatais. Além disso, é passível de multa, portanto, respeite os limites de velocidade.

E, se você tem o hábito de andar um pouco mais devagar, os cuidados mudam. Primeiramente, é preciso trafegar na pista da direita. Além disso, deve observar o limite mínimo, que corresponde à metade da velocidade máxima para o trecho.

 

5 Atenção na faixa de pedestres

A faixa de pedestres deve ser soberana em toda ocasião, em especial próximo a escolas. Se alguém está esperando para atravessar, não importa a idade, dê a vez. Lembre-se: você tem um carro motorizado, está em vantagem e pode chegar mais rápido ao seu destino do que uma pessoa andando.

Tão importante quanto permitir que as pessoas atravessem na faixa, é esperar que todos estejam seguros na calçada antes de você partir. Evitar estacionar o carro na faixa também é um gesto de gentileza no trânsito.

 

6 Evite brigas e discussões. Valorize a gentileza no trânsito!

Em determinados momentos, as atitudes dos outros motoristas pode tirar a sua paciência. Procure controlar as emoções para não entrar em brigas e discussões no trânsito.

Quando perceber que o outro está errado, sinalize o problema de forma educada e evite tensões maiores, palavrões e grosserias. Certas vezes, o outro desconhece as leis ou tem menos experiência no volante.

 

7 Tenha bom senso e perceba os momentos oportunos

O bom senso sempre funciona. Ninguém gosta de vivenciar situações de estresse e, na maioria das vezes, é possível pensar, esperar a sua vez e o momento certo de agir. 

Quando perceber os outros em situação de estresse, procure manter a calma para não se colocar em risco. Essa também é uma gentileza no trânsito que evita confusões e acidentes.

 

8 Use a buzina com parcimônia

A buzina é a forma mais fácil de protestar contra alguém no trânsito. No entanto, é usada de um jeito errado por muitos. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, o uso da buzina é para advertir o risco de acidente, ou em ultrapassagens fora das áreas urbanas.

Usar a buzina para provocar ou reclamar de outros condutores é uma atitude errada. Por isso, aperte a buzina somente quando for inevitável.

A Ford Dimas valoriza a segurança de todos e por isso deseja promover a gentileza no trânsito cada vez mais. Neste guia sobre segurança no trânsito, reunimos dados sobre as causas e riscos de acidentes, instruções de prevenção e leis para quem dirige. Confira!

 

Segurança no Trânsito

Clique no banner