Categoria

Contato

Olá, então, curtiu nosso conteúdo? Tem uma sugestão para nos dar? Quer fazer um elogio à nossa equipe ou simplismente deseja entrar em contato com a gente? Fique a vontade.






    Mensagem enviada com sucesso!

    • SHARE

    Por Marketing

    Copiloto

    Os limites de velocidade reduzem risco de acidentes. Que tal conhecê-los?4 min read

    Tempo Icone
    Tempo de leitura - 03:43

    O Dimas segue firme no apoio ao Maio Amarelo, defendendo a causa da segurança no trânsito. Hoje, vamos falar sobre os limites de velocidade e do quanto é fundamental respeitá-los. Dados da Organização Mundial da Saúde, divulgados no final de 2018, estimam que os acidentes de trânsito causam 1,35 milhão de óbitos por ano em todo o mundo.

    Algo que está diretamente relacionado à velocidade de tráfego, já que outro estudo, do Insurance Institute for Highway Safety, órgão norte-americano ligado à segurança no trânsito, aponta que um aumento médio de 8 Km/h na velocidade permitida em uma via causa 4% mais mortes.

     

    limites de velocidade

     

     

    Limites de velocidade precisam ser levados a sério

    E parece mesmo que o brasileiro não é muito adepto de observar os limites de velocidade no trânsito. Que o diga o número de multas aplicadas a quem exagera com o pé no acelerador. De acordo com os dados oficiais, em 2017, as multas por excesso de velocidade foram líderes absolutas.

    No total, 2,3 milhões de motoristas foram flagrados transitando em velocidade até 20% superior ao limite. Outros 500 mil motoristas estavam trafegando a índices entre 20% e 50% acima do permitido e ainda houve 53 mil motoristas que excederam em 50% o limite máximo.

    São números que nos dão a dimensão do porquê o excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes. É fundamental ter em mente que transitar a altas velocidades é uma conduta de risco, tendo em vista fatores como o aumento do tempo de frenagem e o tempo de resposta do cérebro a novos estímulos, que leva o veículo a percorrer maiores distâncias, antes de reduzir ou parar.

     

    O que diz o Código de Trânsito Brasileiro

    É por conta desses perigos que a lei estabelece os limites de velocidade e pune motoristas que os desrespeitam. O Código de Trânsito Brasileiro é o instrumento jurídico no qual estão estabelecidos os parâmetros máximos de velocidade.

    É importante destacar, também, que o CTB aponta que o indicativo da velocidade permitida estará presente nas placas de trânsito, ou deverá respeitar a classificação da via, conforme mostraremos a seguir.

    Esqueça o mito da tal margem de tolerância de 20%, que permitiria dirigir mais rápido. O que existe é uma margem de erro dos equipamentos eletrônicos, que é descontada da velocidade apurada nos momentos de fiscalização. As multas por excesso de velocidade variam de R$ 130,16 a R$ 880,41. Tudo vai depender do limite de velocidade que foi excedido. Além disso, implicará em anotação que varia entre 4 e 7 pontos na carteira de habilitação.

     

    Panorama das velocidades permitidas na legislação brasileira

    A seguir, veja como o CTB categoriza as vias do país e estabelece os padrões de velocidade no trânsito.

    Vias urbanas

    São, na prática, aquelas presentes em áreas habitadas e com a presença de casas e prédios, subdividindo-se em outros quatro tipos apontados abaixo, com suas respectivas velocidades máximas:

     

    • Vias de trânsito rápido – são extensas, têm várias faixas e não apresentam nem semáforos, nem circulação de pedestres. Nelas, você pode circular a 80 km/h;
    • Vias arteriais – essa categoria, que permite até 60 Km/h, inclui avenidas com semáforo, cruzamentos e grande fluxo de trânsito;
    • Vias coletoras – essas são ruas que permitem acesso ou caracterizam a saída das vias arteriais. Para elas, a velocidade máxima é de 40 Km/h;
    • Vias locais –  Essas são aquelas ruas pequenas, sem muito fluxo e sem semáforos, cujo limite de velocidade é de 30 Km/h.

    Vias rurais

    São, basicamente, as estradas e rodovias. Nesse caso, a principal divisão é por tipo de pista:

     

    • Pista simples – esses trechos têm velocidade máxima de 100 km/h para automóveis, camionetes e motocicletas e 90 km/h para os demais veículos;
    • Pista dupla: nesse caso, o parâmetro tolerável sobe para 110 km/h para automóveis, camionetes e motocicletas e permanece em 90 km/h para os demais veículos.

     

    Agora que você conhece os limites de velocidade estabelecidos pelas vias do país e o perigo dirigir em alta velocidade, faça a sua parte.

     

    Seja um motorista defensivo e preocupado com a paz no trânsito. Confira, também, o post Dimas sobre o Maio Amarelo e outros conteúdos que podem ajudar a aumentar a segurança nas estradas. Além do Guia Segurança no Trânsito!