• SHARE

Por Marketing

Finanças

Como é calculado o consumo de combustível?4 min read

Tempo Icone
Tempo de leitura - 03:46

Entre os custos para manter um veículo, um dos que mais pesa no bolso do motorista, todos os meses, é o combustível. Se alguém tem dúvidas, basta ir ao posto de gasolina e pedir para o frentista encher o tanque. Certamente o valor será um pouquinho alto. Ok, dá para saber que o preço para abastecer é alto, mas você entende  o consumo de combustível do seu carro?

Se a resposta é não, você está com dificuldades para compreender o custo-benefício de ter um veículo. Entenda, neste artigo, como calcular consumo de combustível e algumas dicas para conseguir economizar.

 

consumo de combustível

Imagem: Pixabay

 

Por que calcular o consumo de combustível?

O consumo de combustível é um diferencial desde o momento da compra do carro. Ele influencia muito no seu custo-benefício, visto que o motorista precisa pagá-lo com certa frequência. Dependendo de como você usar o veículo, talvez precise abastecer uma vez por semana ou mais.

Quem deseja economizar e também ter indicativos de quando precisa levar o automóvel a um mecânico, deve manter um histórico de consumo. A maioria dos carros segue um padrão e não varia seu consumo ao longo do tempo.

Caso ocorra uma queda na quantidade de quilômetros que o carro faz por litro, esse é um sinal de problemas técnicos e de que está na hora de visitar uma autorizada.

Como calcular consumo de combustível

Está curioso para saber qual é o consumo de combustível do seu veículo? Então, anote o passo a passo abaixo.

  1. Da próxima vez que abastecer o carro, zere o odômetro parcial enquanto estiver no posto (não deixe para depois, já que pode prejudicar o cálculo);
  2. Peça ao frentista para completar o tanque do carro;
  3. Rode 200km ou mais para conseguir uma média do consumo;
  4. Volte ao posto para abastecer, complete o tanque e anote, em um papel ou no celular, a quantidade de litros que entraram;
  5. Divida o valor do percurso (quantidade de quilômetros percorridos marcada no odômetro) pelo valor de litros marcado na bomba;
  6. O resultado é o consumo de combustível do carro por litro.

O recomendado é fazer isso sempre que for abastecer, ou pelo menos algumas vezes por mês. Assim, você consegue entender a média de consumo do carro, como ela varia na cidade e na estrada e também consegue perceber alterações.

Como saber se o consumo do carro está dentro do esperado?

Existe uma tabela do INMETRO que mostra a média de consumo ideal para cada tipo de veículo. Compare com os resultados dos cálculos para entender melhor o seu.

Cálculos de consumo automáticos

Em carros mais modernos, o computador de bordo é capaz de fazer o cálculo do consumo de combustível automaticamente. Nesses casos, ele pode utilizar os valores dos últimos 30 minutos ou realizar um cálculo instantâneo. Também é importante ficar de olho no consumo mostrado para perceber sinais de alterações.

Fatores que interferem no cálculo

Para ter uma média adequada de consumo de combustível, você deve estar atento a alguns fatores. Primeiramente, os pneus devem sempre estar calibrados. Quando isso varia, o carro pode consumir mais gasolina que o comum, alterando o resultado.

Além disso, o percurso precisa ser sempre o mesmo. Pequenas alterações podem fazer você consumir mais ou menos combustível. A média que resulta do cálculo será um pouco diferente se você fizer o caminho de casa para o trabalho e depois viajar para outra cidade, por exemplo.

O ar condicionado é outro detalhe que muitos esquecem quando vão fazer o cálculo. Ele tem um peso maior no consumo em carros antigos, mas não deixa de ser importante nos mais novos. Quando quiser calcular o consumo do seu carro, escolha ficar sempre com o ar condicionado ligado ou desligado, não fique variando.

Dicas para diminuir o consumo do veículo

Percebeu que o consumo de combustível está um pouco acima do desejado, mas não existem problemas técnicos? Talvez a maneira de conduzir está errada, ou a manutenção preventiva não está em dia.

Para que o carro seja tão econômico quanto possível, ele deve estar com pneus em boa condição e calibrado. Além disso, é importante dirigir com cuidado e evitar manobras agressivas. Pisar muito no acelerador e usar marchas mais baixas pode influenciar no consumo.

No entanto, a melhor solução para manter o carro econômico é realizar as revisões sempre em dia e em concessionárias autorizadas. Assim, você consegue detectar problemas técnicos cedo e evitar que se agravem, prejudicando seu veículo.