• SHARE

Por Marketing

Finanças

Custo benefício de carros: saiba quais critérios avaliar5 min read

Tempo Icone
Tempo de leitura - 04:28

Cheirinho de carro novo. Quem não gosta? Começar a usufruir do conforto, das novidades, das sensações que uma aquisição assim pode proporcionar? Estacionar com o carro recém saído da concessionária na garagem da própria casa pela primeira vez? Ninguém dispensa esta emoção, não é mesmo? Mas, antes de poder apreciá-la, é fundamental entender qual é o melhor custo benefício de carros para realizar este sonho. Logo, é obrigatório saber quais critérios avaliar.

O objetivo é que ao sentir toda a alegria de dirigir seu carro novo pela primeira vez – e pelas milhares de vezes que você quiser ou precisar – você também usufrua da satisfação de ter feito um boa escolha. Isso tudo vale para um carro seminovo também. Afinal, mesmo sendo usado, ele será novo para você. Neste conteúdo, você lerá sobre:

● Motivos para adquirir um carro novo;
● Como avaliar o custo benefício do próximo carro?
● Critérios do custo benefício;
● Qual veículo combina mais com você?

Há muito o que considerar na hora de tomar a decisão da compra.

Custo benefício de carros: como avaliar?

É muito simples: basta você conseguir identificar se o valor pago pelo carro é correspondente ao que ele oferece. E, mais do que isso, se é proporcional ao que você espera. Em outras palavras, é possível dizer que o custo-benefício ideal é aquele que atende às suas expectativas e ainda cabe no seu bolso.

Para valer a pena, as vantagens precisam compensar o custo! Ainda assim, todo o cuidado é pouco: muitas vezes, o barato sai caro. Então, custo-benefício nem de longe é sinônimo de simplesmente pagar menos. Até porque isso não necessariamente significa economia.

 

custo benefício de carros

Imagem: Pixabay

5 motivos para adquirir um veículo novo

1. Economia;
2. Investimento;
3. Conforto;
4. Segurança;
5. Realização de um sonho. (opção 2: realização de um objetivo ou opção 3: realização de uma meta).

Quais são os critérios do custo benefício?

Há uma série de dicas que podem ajudar você a calcular o custo-benefício do seu próximo carro. Aliás, são algumas medidas usadas até mesmo por especialistas para simplificar o assunto ou classificar os veículos. O carro é um patrimônio que gera uma despesa fixa. Planejamento é a palavra-chave na hora da aquisição.

7 critérios para avaliar o custo benefício de um carro

1. Preço de compra;
2. Consumo de combustível;
3. Manutenção programada;
4. Valor do seguro;
5. Documentação e impostos;
6. Custo mensal;
7. Desvalorização.

O que você ainda precisa levar em conta para encontrar o melhor custo benefício? A primeira questão a considerar é: será um carro novo ou usado?

● Seminovos: uma vantagem é que eles desvalorizam menos com o tempo e é mais fácil conseguir um bom preço de venda no futuro. Ainda assim, é bom considerar o valor das peças: não adianta nada o carro ter um preço de compra acessível, mas suas peças serem muito antigas ou até mesmo importadas e, portanto, mais caras ou difíceis de serem encontradas, por exemplo.

● Novos: são 0km, mas desvalorizam muito mais. Já perdem valor ao sair da concessionária. Porém, para muito além do cheiro de carro novo, oferecem a garantia de uma manutenção muito distante. Você rodará muito até precisar se preocupar com isso. E, enquanto rodar, poderá se deliciar com as opções da tecnologia que acaba de adquirir. Com o conforto dos opcionais também. Neste caso, alguns itens fazem toda a diferença, como a potência do motor, tração, suspensão e consumo de combustível.

Qual veículo combina mais com você?

 

custo benefício de carros

Imagem: Pixabay

 

Se o melhor custo benefício de um carro é aquele que atende às suas expectativas por um preço justo e qualidade, que tal entender qual veículo combina mais com você e suas necessidades?

Responda a algumas das perguntas abaixo:

● Por que quero trocar de carro? É uma necessidade ou a realização de um sonho?
● Preciso de mais espaço? Minha família aumentou?
● Vou rodar mais com ele? Estou planejando fazer uma viagem ou vou ocupar mais o veículo a trabalho?
● Consigo investir em um gasto fixo maior para isso? Tudo bem se ele consumir mais combustível e se, por acaso, a parcela mensal for mais cara?
● Procuro economia ou conforto? (Parece redundante, mas este pode ser o “x” da questão!)
● Qual a real necessidade dos opcionais? Eles fazem toda a diferença?

O que não posso esquecer na hora de avaliar a compra?

Já falamos anteriormente, mas é interessante relembrar: ao pensar no próximo carro, você terá que avaliar desde já o valor do seguro, as vantagens e desvantagens do carro novo e do seminovo, a necessidade – ou não – de opcionais, considerar a manutenção, o consumo de combustível e equilibrar tudo isso com suas possibilidades.

Você já percebeu que será preciso fazer algumas contas e avaliações para encontrar o melhor custo-benefício para o seu próximo carro, certo? Mas, todo este trabalho será recompensador. Ao imaginar todas esses cenários, você já está se aproximando da sua próxima aquisição. E, melhor do que isso, terá condições de fazer a escolha certa.

E então, já se sente mais próximo do seu carro novo? Se você deseja mais informações úteis sobre o assunto, aqui vão algumas dicas de como planejar a compra de um carro novo. Boa sorte!