Categoria

Contato

Olá, então, curtiu nosso conteúdo? Tem uma sugestão para nos dar? Quer fazer um elogio à nossa equipe ou simplismente deseja entrar em contato com a gente? Fique a vontade.






    Mensagem enviada com sucesso!

    • SHARE

    Por Marketing

    Oficina

    Direção elétrica e hidráulica: descubra quais são as principais diferenças4 min read

    Tempo Icone
    Tempo de leitura - 03:57

    Quando a direção hidráulica surgiu, todo mundo sabia qual a opção mais confortável para dirigir, afinal, ninguém gosta de fazer um verdadeiro treino de tríceps para conseguir estacionar o carro. Hoje em dia, no entanto, a diferença entre direção elétrica e hidráulica pode ser um pouco confusa. Confira algumas dicas que te ajudarão na decisão de compra.

    Saiba mais sobre a direção elétrica e hidráulica

    Será que a direção de um automóvel deve influenciar na decisão de compra? Só é possível entender isso depois de avaliar as vantagens de cada uma delas. Antes de qualquer coisa, é importante saber qual a influência de cada uma delas sobre o conforto, segurança e potência do veículo.

    Direção hidráulica

     

    direção elétrica e hidráulica

     

    As gerações mais antigas, provavelmente, se lembram de como dirigir carros sem direção hidráulica era complicado. O processo exigia muita força nos braços e controle por parte do motorista. Fazer baliza para estacionar nas ruas mais movimentadas, por exemplo, era difícil, o que levava muita gente a desistir da vaga para escolher lugares mais longe do destino.

    Tudo mudou quando a direção hidráulica surgiu e logo virou a queridinha dos motoristas. Ela funciona através de uma caixa de direção completa com óleo, que é mantido sob pressão por uma bomba. Quando a pessoa vira o volante, a pressão do óleo facilita o movimento e “gira” as rodas para o lado desejado. Ou seja, o automóvel fica mais leve e fácil de manobrar.

    Suas facilidades são muitas, mas a direção hidráulica tem um grande porém: seu funcionamento depende do motor, aumentando em cerca de 10% o gasto de combustível. Sua manutenção também pode ser bastante cara para o dono. Problemas como esses só seriam resolvidos com sua próxima evolução: a direção elétrica.

    Direção elétrica

     

    direção elétrica e hidráulica

     

    A direção elétrica está se tornando cada vez mais comum em carros modernos, como o Ford Ka, podendo ser encontrada com quase tanta frequência quanto a hidráulica. Está disponível nos modelos elétrico e eletro hidráulico.

    Seu surgimento aconteceu como uma solução para os dois principais problemas da direção hidráulica. Basicamente, a direção elétrica foi criada para diminuir a manutenção do sistema e controlar o consumo do motor.

    Para os motoristas, dirigir um carro com esse tipo de direção significa ter um veículo com o volante mais leve e fácil de manusear. Ainda mais fácil que aqueles com direção hidráulica. O efeito surge graças a um motor elétrico junto da caixa de direção que ajuda a acionar seu mecanismo.

    Qual é a diferença?

    Resumindo, a direção elétrica possui custo e frequência de manutenção menor que a hidráulica, além de ser mais econômica com combustível. No entanto, para o motorista, a diferença entre as duas é quase nenhuma. Quem ainda tem pouca experiência dirigindo, provavelmente, perceberá que a elétrica é um pouco mais leve e dá mais sensação na hora de manobrar, mas as diferenças perceptíveis param por aí e são bastante sutis.

    Para veículos mais novos, a diferença entre manutenção da direção elétrica e hidráulica também é pequena. No início, a hidráulica só precisa de troca de óleo para se manter em perfeito estado de funcionamento. Ela só necessitará de maiores reparos conforme o carro atingir maior quilometragem.

    A diferença para o bolso, provavelmente, é a que mais pesa. Os conjuntos de direção elétricas são mais modernos e caros. O custo é repassado para o veículo, que acaba com um preço de mercado significativamente maior. A hidráulica acaba sendo mais econômica, mas também desvaloriza o veículo na hora da revenda.

    Qual escolher: direção elétrica ou hidráulica?

    Na maioria dos aspectos da direção elétrica e hidráulica acabam se compensando. Enquanto a elétrica é mais cara na aquisição, a hidráulica aumenta os custos na manutenção, especialmente depois dos 100.000km. A sensação e leveza do volante podem ser maiores na elétrica, mas isso não faz tanta diferença para condutores experientes.

    A dica para decidir na hora da comprar é avaliar cada caso. Veja, primeiramente, a diferença na hora da compra entre o veículo com direção elétrica e hidráulica. Depois, avalie quanto custará a manutenção de cada uma ao longo do tempo.

    A ideia é decidir se a diferença de custo entre a elétrica e hidráulica é compensada mais tarde, com o custo das revisões mais em conta para a elétrica.

    Além disso, nunca dispense o teste drive de ambos os tipos de direção. É importante sentir como o automóvel reage na hora de manobrar e nas situações mais comuns no dia a dia. Assim, você saberá qual das duas variações realmente é adequada. Até a próxima!